17 março 2015

Conexões afetivas e o que afeta em nossas vidas

Olá colegas, amigos e leitores!

Hoje venho mais uma vez falar sobre o afeto e de como ele é responsável por todas as nossas relações com o mundo, afinal, só existimos de verdade, pois somos seres afetivos.

O afeto não é somente o amor, mas sim um misto de todos os sentimentos, é tudo aquilo que nos afeta de alguma maneira, seja pelo desprazer ou pelo prazer. Estarmos afetivamente conectados com algo, significa que fazemos parte desse algo, vivenciamos esse algo de alguma maneira e isso produz o que chamamos de sentimento.

Quando não temos essa ligação afetiva com determinadas situações, é como se elas não existissem ou não existissem para nós, pois se realmente existisse afeto, nós poderíamos odiar, amar, sentir repulsa, etc.
Algumas coisas no mundo só dão certo, quando existe a vinculação afetiva ou interesses afetivos, isso é com as amizades, com os relacionamentos íntimos, com os animais que criamos, com nossa profissão, dentre infinitas coisas.

Relações originais são aquelas de afetos verdadeiros e não de relações artificiais, por exemplo, existem pessoas e pessoas, ou seja, existem aquelas que realmente gostamos e fazemos questão de estarem presentes em nossas vidas e existem aquelas que só vemos de vez enquando, aquelas que não perderíamos muito tempo de nossas vidas, somente às cumprimentamos ou às suportamos.

Outro exemplo que posso dar é no campo das relações afetivas, acho que todos que estão lendo esse texto já se apaixonaram e quando isso ocorreu, nenhuma outra pessoa bastou e isso ocorre pois determinadas pessoas possuem em sua essência subjetiva, elementos psíquicos que se comunicam de maneira aprofundada com nosso inconsciente, é como a relação do produto original e do produto falsificado ou similar.

Deixo essa reflexão com vocês e espero que gostem, fazia muito tempo que não conseguia escrever um texto original, vindo do coração para vocês.

Deixo vocês com o vídeo da música Ouro de Tolo do Raul Seixas, no qual descreve uma pessoa com dificuldades afetivas, dificuldades em sentir prazer de viver da maneira como vive.



Nenhum comentário: